The page you're viewing is for Portuguese (LATAM) region.

Parceiros

The page you're viewing is for Portuguese (LATAM) region.

Elementos essenciais de um UPS que devem ser entendidos e como escolher o melhor UPS para o seu negócio

Nessa época de transformação digital, quando você depende cada vez mais de dados e dos sistemas de TI para manter seu negócio operando com a máxima eficiência, é mais importante do que nunca garantir que esses sistemas possam funcionar mesmo quando houver interrupções na alimentação de energia.

É sobre isso que são as fontes de alimentação de energia ininterrupta (UPSs): fornecer energia de backup limpa para TI e outros sistemas críticos. Ao se deparar com uma interrupção na alimentação de energia elétrica, um UPS de qualidade pode significar a diferença entre manter os negócios funcionando ou horas de produtividade perdida.

UPSs podem fornecer desde alguns minutos de energia de backup - o suficiente para desligar os servidores e as estações de trabalho com segurança ou permitir que geradores de backup entrem em funcionamento - até diversas horas para determinados equipamentos. Entender como escolher um UPS que melhor se adeque à sua organização demanda ter conhecimento sólido sobre a quantidade de alimentação que seus equipamentos de TI e outros sistemas críticos usam e a sua tolerância para o downtime de cada aplicação.

Neste guia para a compra de UPSs, iremos conduzi-lo pelos itens essenciais de um UPS e os critérios de compra que precisam ser levados em conta para tomar uma decisão para a sua organização com base em informações.

Uma fonte de alimentação de energia ininterrupta (UPS) fornece energia de backup limpa e segura para os equipamentos eletrônicos ligados a ela. UPSs têm baterias internas que estão sendo constantemente carregadas quando não estão em uso, de forma que estejam prontas para fornecer alimentação de energia de backup no caso de uma interrupção ou falta de fornecimento de energia da rede elétrica. Além disso, UPSs podem detectar e fazer a compensação de anomalias como sags e surtos, que são flutuações temporárias na energia elétrica que podem danificar computadores e outros eletrônicos conectados.

Diferentes modelos de UPS são projetados para proteger dispositivos, incluindo computadores e periféricos, servidores e equipamento de rede, bem como data centers.

A melhor solução de backup de bateria de UPS para a sua organização depende de seus requisitos específicos em termos das cargas que você precisa proteger e da tolerância para o risco de downtime.

Embora o custo de um downtime varie amplamente na indústria, 86% dos participantes de uma pesquisa de 2019 da Statista colocaram o custo como 301.000 dólares por hora ou mais, e mais do que um terço (34%) disse que seu custo de downtime era de 1 milhão de dólares por hora ou mais.

Sob essa perspectiva, um investimento relativamente modesto em um UPS é como uma apólice de seguro para downtimes e perda de dados muito mais caros.

UPSs protegem contra downtimes causados por diversos tipos de disrupções de energia, incluindo:

  • Surtos de energia: Surtos são pequenos picos de energia que podem ser o resultado de diversas fontes internas ou externas:
    • Externas: Manutenção na rede elétrica, raios e disrupções na linha de tensão devidas a tempestades, queda de galhos e problemas em transformadores.
    • Internas: Ciclagem de ligar/desligar de rotina em motores de máquinas, unidades de ar condicionado e refrigeração e mais, bem como problemas na fiação
  • Quedas de energia (brownout): que são reduções no fluxo de energia de rede elétrica durante períodos de alta demanda
  • Faltas de energia não planejadas podem ser resultado de problemas como:
    • Raios
    • Desastres naturais: tempestades, furacões, ventanias e outras condições climáticas
    • Obras e trabalhos na rede elétrica
    • Acidentes com veículos
  • Faltas de energia planejadas:
    • Manutenção na rede elétrica ou upgrades no sistema
    • Faltas de energia planejadas estão agora ocorrendo em áreas como a Califórnia como forma de proteção contra incêndios florestais causados por faíscas vindas de equipamentos da rede elétrica.

Comprando o UPS certo: Principais considerações

Avaliar qual backup por bateria de UPS é o melhor para o seu negócio requer rever uma série de perguntas sobre quais equipamentos você precisa proteger, as ramificações de um downtime naquele equipamento, se há um gerador disponível como fonte de alimentação de backup e mais.

  

1. Determine o tamanho da carga que precisa de proteção por UPS e, portanto, a capacidade do UPS

O primeiro passo é avaliar quais dispositivos eletrônicos e de TI terão proteção por backup da bateria do UPS e qual a potência necessária para cada dispositivo de forma que você possa calcular a capacidade necessária do UPS. O consumo de energia dos servidores de TI, computadores, estações de trabalho e equipamentos de rede são os lugares óbvios para começar. Mesmo assim, você pode querer incluir outros dispositivos que sejam críticos para a operação diária do negócio, como, por exemplo, equipamentos do ponto de venda e sistemas de segurança, entre outros. Avalie para quais aplicações cada componente dá suporte e como a perda daquela aplicação afetaria a sua organização.

Para cada dispositivo a ser conectado ao UPS, determine seu consumo de energia (watts). O consumo de energia geralmente pode ser obtido em etiqueta no produto ou na documentação enviada pelo fabricante.

A capacidade necessária para o UPS é a soma do consumo de energia de todos os dispositivos que serão a ele conectados.
 

2. Avalie a autonomia necessária para o UPS para alimentar as aplicações e dispositivos críticos

O segundo passo é determinar a autonomia para o UPS necessária para manter a operação contínua em caso de uma falha na energia elétrica.

Se você possuir um gerador para alimentação de backup estendida, a autonomia necessária para o UPS pode ser de apenas alguns minutos (~5 minutos), para que a partida do gerador e a transição para ele sejam realizadas com segurança.

Por outro lado, seu objetivo principal pode ser ter autonomia suficiente (~5 a 10 minutos) para desligar com segurança os servidores e estações de trabalho para evitar qualquer perda ou corrupção de dados.

Ou, para algumas aplicações, como acesso a redes e a internet (muito crítico atualmente), você pode desejar ter de 1 a 2 horas de autonomia para poder continuar operando durante a maioria das faltas de energia.

Lembre-se de que, em geral, quanto mais equipamentos você conectar a um único UPS, menor será a autonomia total. Uma alternativa poderia ser usar diferentes UPSs para determinadas aplicações.
 

3. Determine o número de tomadas necessárias

Some a quantidade de dispositivos para a qual o UPS precisará dar suporte e certifique-se de que ele tenha tomadas suficientes para atender às suas necessidades imediatas. Você pode também querer deixar algum espaço para crescer.

Como alternativa, você pode usar uma unidade de distribuição de energia (PDU) para proporcionar tomadas adicionais, mas tenha cuidado para não sobrecarregar o UPS.

Alguns modelos de UPS também incluem tomadas que são apenas de proteção contra surtos. Essas tomadas não fornecem backup por baterias. Certifique-se de que tenha compreendido as características do UPS que está comprando e de que ele tenha a quantidade suficiente de tomadas para backup por baterias para atender às suas necessidades.
 

4. Leve em conta os requisitos para a instalação do UPS

UPSs vêm em uma variedade de tamanhos e formatos. Modelos em torre são unidades independentes que ficam no piso, em uma prateleira ou em uma mesa e, em geral, proporcionam backup para computadores desktop, servidores e roteadores em um ambiente de escritório.

Modelos de UPS montados em rack são geralmente feitos para caber em um rack de TI padrão de 19 polegadas junto com outros equipamentos de TI. UPSs com montagem em rack variam de tamanho e sua altura é medida por quantos slots verticais ele ocupa no rack. Cada espaço é conhecido como um "U" e mede 1,75 polegadas (4,445 cm).

UPSs projetados para usar baterias de íon-lítio tendem a ser menores e mais leves que modelos similares que usam baterias tradicionais de chumbo-ácido, permitindo que você tenha mais capacidade de energia de backup usando o mesmo espaço - ou a mesma capacidade em um espaço menor.

Recursos Avançados do UPS

UPSs podem ser consideravelmente diferentes em relação ao conjunto exato de recursos que podem ter. Os recursos a seguir são recursos adicionais comuns encontrados em UPSs modernos e que você pode querer considerar.

 

Monitoramento e Gerenciamento Remotos

UPSs com portas de rede incorporadas ou compatíveis com cartões de gerenciamento de rede (NMCs) podem ser monitorados e gerenciados remotamente. Isso é especialmente importante para UPSs instalados em filiais ou locais de edge com equipes de TI limitadas ou ninguém de TI no site. Nesse caso, um grupo centralizado de TI ou de facilities pode monitorar o estado de todos os UPSs e ser notificado de problemas, como baterias que precisam de substituição. NMCs podem também ser compatíveis com sensores ambientais, possibilitando o gerenciamento remoto de condições como temperatura e umidade.
  

Controle Remoto das Tomadas do UPS

Alguns modelos de UPS incluem tomadas ou grupos de tomadas que podem ser gerenciados remotamente, inclusive tendo a capacidade de monitorar o uso de energia, fazer a ciclagem da energia ou desligar essas tomadas ou grupos de tomada. Isso possibilita que alguém em um centro de operações remoto reinicialize um switch de rede ou servidor travado, por exemplo.
  

Painel de Controle de LCD

Sob uma ótica local, uma tela de LCD no UPS pode mostrar informações úteis como o estado da bateria e as condições da energia, e facilitar o gerenciamento local e o controle do UPS.
  

Baterias que possam ser Trocadas pelo Usuário

Nenhuma bateria dura para sempre e as baterias de UPS não são exceção. Mas dado que o objetivo principal de um UPS é garantir o uptime, a substituição da bateria precisa ser um processo rápido e fácil. Considere modelos que tenham um painel removível, o que torna fácil para o usuário trocar as baterias ao invés de precisar chamar um técnico de serviços.

Baterias de Íon-Lítio

Baterias de íon-lítio estão se tornando mais comuns em UPSs e por um bom motivo. Elas podem facilmente durar o dobro do tempo do que as baterias tradicionais de chumbo-ácido e mesmo assim pesar menos e ocupar menos espaço. Elas também suportam carregamento rápido e mais ciclos de carga/descarga. Em muitos casos, o baixo custo total de propriedade (TCO) de um UPS com baterias de íon-lítio compensa muito o custo inicial adicional. (Para saber mais, visite nossa página sobre Baterias de Íon-Lítio.)
  

Autonomia Estendida

Alguns modelos de UPS são compatíveis com conjuntos de baterias externos que podem proporcionar uma autonomia estendida, além do que a bateria interna do UPS oferece, permitindo aos usuários obter mais horas de tempo de backup por baterias para as cargas críticas.
  

Modo de Operação ECO para Economia de Energia

O modo Eco do UPS busca economizar energia ao desviar do UPS os processos de regulagem de tensão e/ou conversão de energia se ele determinar que a qualidade da energia vinda da rede elétrica é boa.

 

Esperamos que esse guia para compra de UPS tenha lhe ajudado a compreender como escolher um UPS que lhe atenderá por um longo tempo. Para saber mais sobre como escolher a melhor solução de backup por baterias de UPS para a sua organização, acesse: https://www.vertiv.com/pt-latam/products-catalog/critical-power/uninterruptible-power-supplies-ups/.

Selecione o seu país e idioma