Sorry, this page isn't available for your location.

The page you're viewing is for Portuguese (LATAM) region.

Parceiros

Sorry, this page isn't available for your location.

The page you're viewing is for Portuguese (LATAM) region.

O que a Mudança no Ecossistema do Data Center Significa para a Educação

David Dedinsky • setembro 17, 2019

As inovações no edge computing permitem a escolas do ensino básico expandir suas ofertas digitais para alunos, professores e funcionários

Na Vertiv, vemos muitas as escolas do ensino básico buscando formas de integrar o TI em suas salas de aula e curriculum escolar, mesmo estando atrás na curva tecnológica devido a orçamentos federais e estaduais cada vez menores e campanhas sem fim para suporte local.

Há um mérito nos professores e administradores que reconhecem a importância de incluir modernas habilidades críticas em seus esforços administrativos e educacionais, porém é um grande desafio.

Os especialistas da indústria pesquisados para o recente relatório de pesquisa da Vertiv Data Center 2025 pintam um quadro interessante sobre o futuro do data center e o resultado parece promissor para o TI no espaço escolar.

De acordo com a pesquisa, entre os participantes que hoje possuem sites de edge - ou planejam tê-los até 2025, mais da metade espera que o número de sites pelo menos dobre.

Destes, 1 em cada 5 antecipam um crescimento de 400%. Isso é uma enorme mudança na forma como pensamos sobre data centers e computação. Isso é importante porque o TI das escolas vive cada vez mais no edge da rede.

O Edge Computing Traz Oportunidade para as Escolas do Ensino Básico

No atual espaço educacional, os data centers centrais (no core) estão sendo reduzidos em favor das redes distribuídas que proporcionam computação mais próxima dos usuários em diferentes prédios escolares, salas de aula e mesmo através de diversos distritos educacionais ou entidades governamentais locais. O edge não é um conceito vago para os distritos escolares; gabinetes de TI e racks de um servidor lá estão.

A debandada da indústria para o edge inclui novos e significativos investimentos e inovações tecnológicas que garantem maiores disponibilidade, conectividade e eficiência e menores necessidades de manutenção e custos operacionais. Talvez o mais importante seja que ele já está reduzindo os custos de capital na medida em que o edge computing e os sistemas de infraestrutura para edge se tornam populares. Esses são sinais encorajadores para sistemas escolares com fome de tecnologia, porém com preocupação com os custos.

Manter uma infraestrutura de TI atualizada se tornará cada vez mais importante na medida em que as provedoras de telecom implementem as redes celulares de 5G.

Com sua alta largura de banda e baixas latências, o 5G possibilitará e acelerará o uso difundido de tecnologias e aplicações avançadas e, sem dúvida, influenciará o comportamento e as expectativas dos usuários finais - especialmente entre os estudantes espertos em tecnologia e viciados em celulares.

Os professores já estão aproveitando os dispositivos dos alunos para uma melhor comunicação e gestão de projetos, bem como para pesquisas interativas e jogos educacionais.

Conforme o 5G torne esse tipo de atividade mais popular, as escolas e os educadores serão forçados a acompanhar ou verão seus alunos ficarem para trás - e acompanhar significa começar agora. De acordo com outra recente pesquisa da Vertiv e a 451 Research, 86% dos tomadores de decisão das empresas de telecom esperam estar entregando serviços em 5G até 2021.

Dados Sugerem as Futuras Necessidades para a Indústria de TI

Outro dado apontado pela pesquisa Data Center 2025 se destaca por suas implicações na educação básica.

Apenas 56% daqueles pesquisados acreditam que estarão trabalhando na indústria em 2025. Nos Estados Unidos, 33% esperam estar aposentados até lá. Essa é uma perda de talentos significativa, mas também representa uma oportunidade para a próxima geração de aspirantes a profissionais de TI. A esperança é que nossas escolas estejam proporcionando o treinamento em TI e o incentivo necessário não apenas para preencher essa lacuna, mas também para injetar na indústria de data centers futuros líderes inteligentes e criativos.

Isso apenas acontecerá se as escolas tornarem isso possível. Aulas dedicadas à computação e TI devem ser uma parte importante de qualquer curriculum moderno, mas não deve parar por aí. Busque oportunidades para incentivar as atividades de TI de forma a construir uma proficiência em computação por toda a grade de matérias de um estudante.

Além das habilidades específicas de TI, cultive as outras habilidades valorizadas pelos profissionais de TI como, por exemplo, pensamento crítico e resolução de problemas.

O Code.org é um programa americano dedicado a expandir o acesso a ciência da computação e aumentar a participação de mulheres e minorias. Até agora, 30% dos estudantes americanos tem uma conta no Cade.org, e mais de um milhão de professores usam o recurso. É um ótimo início, mas é só o começo.

Esses ajustes podem ser difíceis, especialmente para professores e administradores mais antigos que possam sentir que sua proficiência tecnológica esteja defasada. Isso está OK - considere como uma oportunidade de aprendizado também para seus colaboradores. As recompensas valerão o esforço.

Para ajudar, educadores podem colocar a tecnologia no alto de sua lista de prioridades. É uma ótima maneira de engajar alunos e torná-los mais competitivos. Para profissionais de TI no espaço do ensino básico, falar com experts da indústria nas áreas de TI e infraestrutura sobre a maneira mais eficaz e mais econômica de migrar para tecnologias de data center e de edge que se mantenham atualizadas no futuro e que beneficiarão alunos, professores e administradores.

PARCEIROS
Overview
Entrar em seu Portal do Parceiro
Comprar Produtos e Serviços

Selecione o seu país e idioma