The page you're viewing is for Portuguese (LATAM) region.

Parceiros

The page you're viewing is for Portuguese (LATAM) region.

Edge Computing, Varejistas e O Que Você Precisa Saber

Jennifer Renaud •

Os significativos avanços na tecnologia da computação e a contínua proliferação do edge computing nos últimos 5 a 10 anos afetaram todos os setores da economia. Mas o varejo, sem dúvida, foi o setor que mudou mais drasticamente.

A experiência do consumidor é agora mais essencial do que nunca, com as marcas aumentando o número de pontos de interação com seus clientes. No varejo omnicanais, o comportamento dos clientes está levando ao objetivo de fundir as experiências na loja física com as na loja on-line de uma forma contínua. A maneira pela qual uma marca poderá atender, e até mesmo prever, essas necessidades experimentais depende do acesso aos dados dos clientes em tempo quase real, o que é possível com a infraestrutura de computação localizada no edge das redes — mais próxima fisicamente dos clientes. Ter esta arquitetura minimiza o retardo na transferência de dados, e será chave para determinar o sucesso de uma marca em atender consistentemente as expectativas dos clientes no longo prazo.

Vejamos um exemplo de uma experiência ideal para um cliente do varejo:

  • Sarah abre um texto de sua loja favorita com um código promocional: "CompreOutono2019. Economize nos seus produtos favoritos!"
  • Ela abre seu aplicativo e começa a navegar.
  • Ela seleciona uma blusa e uma saia, que são colocadas no carrinho através do aplicativo.
  • Seus pontos por sua fidelidade são automaticamente acrescentados, bem como o código promocional.
  • O aplicativo armazena com segurança seu endereço e seu cartão de crédito, mas ela está em dúvida sobre o caimento da blusa.
  • Através do aplicativo, ela vê que a loja mais próxima tem a blusa e a saia em estoque.
  • Ela reserva os produtos através do aplicativo.
  • Na hora do almoço, ela se dirige à loja mais próxima onde a blusa e a saia já estão em um provador esperando por ela.
  • Ela experimenta a blusa e decide que precisa de um tamanho M ao invés de um P. A loja em que ela está não tem a cor que ela quer, mas uma loja do outro lado da cidade tem. A vendedora da loja pede para enviá-la à casa de Sarah e diz a ela que a blusa estará em sua casa naquela mesma tarde.
  • Enquanto está na loja, ela vê uma calça e um colar que gosta.
  • Ela escaneia as etiquetas com seu celular e os itens são acrescentados em seu carrinho no aplicativo do celular.
  • Juntando suas compras, ela finaliza o processo pelo celular (com seus pontos e código promocional ainda valendo) e sai da loja com suas compras.

Parece muito bom, não parece? Quem não gostaria de ter uma experiência assim? Sendo um varejista que quer manter suas portas abertas competindo com as compras exclusivamente on-line (por ex., aquele elefante branco gigante com a cara da Amazon que está na sua sala), é importante proporcionar uma experiência on-line/presencial constante, baseada na conectividade não apenas à internet, mas também aos dados do seu cliente. Você precisará ter um único histórico que combine o comportamento on-line e presencial.

Consistente e Gratificante

Como varejista, você presenciou seu setor se transformar com novas estratégias de negócios, novos processos e novas tecnologias para dar suporte a experiências de clientes mais consistentes e gratificantes em todos os canais. Essa transformação requer romper os feudos tecnológicos para criar uma experiência mais harmoniosa em todos os lugares onde o cliente interagir com suas marcas, transformando os centros de distribuição nas peças fundamentais das estratégias direcionadas ao cliente, melhorando o time to market para novas tecnologias das lojas físicas, e mais.

Fazer isso tudo significa tirar o máximo proveito do edge computing para aprimorar a experiência digital dos clientes nas lojas físicas.

Graças ao edge computing, você pode garantir que seus clientes estejam conectados e atualizados com as informações mais recentes e relevantes enquanto estão no ambiente de sua loja. O edge computing proporciona um processamento de dados sólido e uma infraestrutura de armazenamento que reduzem a largura de banda e a latência para manter centenas de dispositivos on-line não apenas uma loja, mas toda uma cadeia de lojas de varejo para uma experiência uniforme.

Escolha com Sabedoria

É claro que nem todo parceiro de edge computing é igual. Você deve procurar um que seja especialista em soluções de continuidade digital e que esteja comprometido a um trabalho colaborativo que entregue estratégias customizadas para o seu perfil específico e para suas futuras necessidades estratégicas. A sua solução de edge deve ser projetada para influenciar positivamente a experiência do cliente ao mesmo tempo em que controla os custos e permite a criação de um perfil completo de dados para cada um de seus clientes.

Essas soluções podem incluir micro data centers como o modular, servidor pré-integrado, armazenamento e infraestrutura de rede, o que possibilita a facilidade nas aquisições repetidas e a implementação para todos os seus sites distribuídos (mesmo ao redor do mundo). A maioria dos fornecedores de soluções também oferecem monitoramento remoto, bem como contratos de serviço e de manutenção para todos os sites, o que otimizará o ciclo de vida de seus ativos.

Com o parceiro certo, você realizará economias de capital e nas despesas operacionais, minimizará a complexidade do gerenciamento do TI distribuído e aumentará a densidade das implementações dos ativos de TI para um uso mais eficiente do espaço limitado.

Apesar de haver inúmeros fornecedores de infraestrutura crítica, escolha com sabedoria e garanta que seus sistemas sejam respaldados por um fornecedor confiável e estável e que possa prestar serviços em seu todo o seu sistema local e globalmente, garanta o uptime contínuo de suas operações críticas de edge e maximize seus recursos.

  

Assine nosso blog e se mantenha informado sobre as últimas tendências, tecnologias e novidades.

Conteúdo Relacionado

Selecione o seu país e idioma